Como empreender na Universidade?

Empreendendo na Universidade

Para muitas pessoas, a Universidade ainda é um lugar inflexível e que serve apenas para dar conhecimento científico e tecnológico para seus estudantes. Porém, entenda que isso não é mais uma verdade e que é possível, sim, empreender na Universidade.

Atualmente, as graduações vêm se destacando no mundo dos negócios e investindo cada vez mais em inovação e empreendedorismo, com ementas mais flexíveis e voltadas a projetos e gestão, além é claro das disciplinas científicas e profissionalizantes pertinentes a cada curso. 

Para se ter uma ideia, muitas empresas famosas tiveram sua origem no ambiente universitário como por exemplo a Microsoft, Facebook e Google. Essas empresas foram “Startups” um dia, antes mesmo do termo se tornar moda no mundo empresarial e muito antes das Universidade investirem nesse ramo.

Talvez você pense que o Brasil é atrasado nessa questão ainda! Talvez um dia foi, mas nos últimos tempos muitas coisas mudaram, posto que muitas vezes o recém-formado quer ter seu próprio empreendimento

Mas como empreender na Universidade sem experiência?

Realmente, a experiência é um fator importante, pois o risco de falência por falta de conhecimento e planejamento é grande, e investir em um negócio depende muito além de uma boa vontade e de esforço. Para um negócio fazer sucesso, muitas competências e habilidades devem ser formadas nas áreas de gestão financeira, mercadológica e principalmente de pessoas. 

Para conseguir desenvolver essas aptidões, as Universidades começaram a aplicar disciplinas administrativas em suas ementas e inseriram incubadoras e hotéis tecnológicos em seus campis para dar suporte as startups que surgem das mentes brilhantes de seus acadêmicos. Também muitos projetos de extensão são criados voltados a inovações, onde o convívio com meio empresarial e patrocinadores é constante.

No entanto, em meio a tantos meios de se qualificar ainda como graduando, o movimento das Empresas Júniores tem ganhado mais destaque! As EJS são empresas sem fins lucrativos administradas por estudantes, em que tem a orientação de profissionais já formados e de professores. 

Esse movimento é um grande diferencial para quem está na graduação e quer construir seu futuro dentro dela, por que o mundo empresarial espera muito mais que formações técnicas, mas sim pessoas que trabalhem em equipe, que sejam adaptativas, criativas e proativas. 

As profissões tradicionais vão desaparecer e dar lugar a nova realidade! E você, está se preparando?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *